Compartilhar:

O segredo de justiça do processo do goleiro Magrão contra o Sport durou dez dias. Na manhã de quinta-feira (4), a Juíza da 10ª Vara do Trabalho do Recife, Maria Carla Dourado de Brito Jurema, aceitou o pedido da defesa do clube rubro-negro para retirar o sigilo da ação trabalhista.

É possível observar no processo que o valor da causa de Magrão é de mais de cinco milhões de reais (R$ 5.016.853,16). Diferentemente das afirmações da diretoria do clube, os compromissos firmados com Magrão, não foram cumpridos e o goleiro cobra na Justiça pendências referentes ao não recolhimento do FGTS, salários atrasados (na CLT), direitos de imagem, férias, 13º e premiações.

Compartilhar: