Compartilhar:

Começa nesta segunda-feira (8) e vai até o dia 14 de julho, a quarta edição do MOV – Festival Internacional de Cinema Universitário de Pernambuco. A maioria das sessões acontecerão no Cinema São Luiz, no Centro do Recife.

Na programação do festival, estão mostras competitivas nacionais e internacionais, dois longa-metragens, sessão ao ar livre, além de oficinas e roda de discussão.

Os ingressos têm preço único de R$ 5,00. Quem abre a programação é o documentário “Onde começa um rio”, de Julia Karam, Maiara Mascarenhas, Maria e Cardozo e Pedro Severien.

Das mostras competitivas nacionais e internacionais, participam 42 curtas, feitos por brasileiros e cineastas de outros 13 países, como Filipinas e Índia, além dos territórios palestinos.

A sessão de encerramento no Cinema São Luiz terá o documentário “Uma juventude alemã”, de Jean-Gabriel Périot, no sábado (13). No mesmo dia, ocorre a premiação e sessão especial de curtas.

No domingo (14), último dia do evento, o festival terá uma sessão ao ar livre gratuita no bairro do Arruda, na Zona Norte da cidade. O endereço vai ser divulgado no site do evento, durante a programação. Nesse dia, são exibidos curtas universitários voltados para o público infantojuvenil.

Serviço

Festival Internacional de Cinema Universitário de Pernambuco

Período: segunda-feira 08 a 14 de julho de 2019

Cinema São Luiz – Rua da Aurora, 175, bairro da Boa Vista, Centro do Recife

Ingressos: R$ 5,00

Programação

Segunda-feira (8)

  • 19h – Sessão de abertura: “Onde começa um rio”, de Julia Karam, Maiara Mascarenhas, Maria Cardozo e Pedro Severien
  • 20h20 – Competitiva nacional #1 – Sessão “Destravar” seguida de debate com realizadores: “Perpétuo”, de Lorran Dias; “Eleguá”, de Yuri Costa e “Super Estrela Prateada”, de Leonardo Branco

Terça-feira (9)

  • 18h45 – Competitiva nacional #2 – Sessão “Desaparecer” seguida de debate com realizadores: “Afogo”, de Carla Caroline Mota Neri; “Cravo, Lírio e Rosa”, de Maju de Paiva; “Espavento”, de Ana Francelino e “Aqueles que se foram”, de Bruno Christofoletti Barrenha
  • 20h20 – Competitiva nacional #3 – Sessão “Golpear” seguida de debate com realizadores: “Lacerda, c corvo da Guanabara”, de Sayd Mansur; “Magalhães”, de Lucas Lazarini; “Taoquei”, de Clara Ballena, Chris Mariani e Klaus Hastenreiter e “Frervo”, de Thiago Santos

Quarta-feira (10)

  • 19h – Competitiva internacional #1 – Através do Espelho: “Welcome to Television”, de Ivan Dubrovin; “Do it again”, de Hsin Hsuan Yeh; “Bear with me”, de Daphna Awadish; “Tribe of Ghosts”, de Almicheal Fraay; “Song of the lovers”, de Maxime Gros; “You wipe your lips, I do too”, de Bianca Caderas e “Belief as the Light in Darkness”, de Francis Guillermo
  • 20h20 – Competitiva nacional #4 – Amanhecer e debate: “Nada além da noite”, de Rodrigo de Janeiro; “Carinho”, de Pedro Estrada; “Diriti de Bdè Burè”, de Silvana Beline e “A Sússia”, de Lucrecia Dias

Quinta-feira (11)

  • 19h – Competitiva internacional #2 – Construir/Destruir: “A Mythology of Pleasure”, de Lara Rodríguez Cruz; “Suicidrag”, de Andrea Perez Su e Arturo Campos Nieto; “How to build a bridge”, de Deandra Asara; “Arena”, de Alarba Bousso, Khadyja Mahfou Aidara, Malou Briand, Raphael Meyer, Oumy Sarr Ndoye e Mamadou Sané; “Scorched”, de Akshay Gouri e “Of Blood and Piss”, de Julien Falardeau
  • 20h10 – Competitiva nacional #5 – Crescer e debate: “Rebento”, de Vinicius Eliziário; “Coração do Mar”, de Rafael Nascimento; “Impermeável Pavio Curto”, de Higor Gomes e “Copiloto”, de Andrei Bueno Carvalho

Sexta-feira (12)

  • 19h – Competitiva internacional #3 – Pussy Riot: “Sawsan”, de Saliba Rishmawi; “Mother’s Day”, de Dorka Vermes; “Victoria XXI”, de Mira Akirova; “My Cousin Tami”, de Tomer Asayag e “Delta”, de Jules St-Jean
  • 20h30 – Competitiva nacional #6 – Flanar e debate: “Afeto”, de Gabriela Gaia Meirelles e Tainá Medina; “Do Lar”, de Socorro Alves; “Riscadas”, de Karolyne Mendes; “Sombra”, de Fernanda Siqueira e “Peixe”, de Yasmin Guimarães, 17’, 2019, Centro Universitário Una

Sábado (13)

Galeria do Portomídia – Rua Barão Rodrigues Mendes, 52, Bairro do Recife

  • 15h – Encontro de cinema: “Direções” com Letícia Simões, Fellipe Fernandes, Vinícius Silva

Cinema São Luiz

  • 19h – Longa de encerramento: “Uma Juventude Alemã”, de Jean-Gabriel Périot
  • 20h30 – Sessão Especial Usina da Imaginação/FavelaNews e premiação

Domingo (14)

Bairro do Arruda, local a ser divulgado

18h – Sessão especial open air – Cinema Universitário Infantojuvenil: “Menina não solta pum”, de Ayodele Gathoni; “No espelho do outro”, de Kariny Martins; “O cemitério das águas-vivas”, de Aline Cavalcanti, Elis Barbosa e Mariana Florentino e “Só sei que foi assim”, de Giovanna Muzel

18h50 – Sessão especial open air – Mostrinha Pirilampo

Compartilhar: