A caixa preta do BNDES
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) pretende explicar a “caixa-preta” na instituição em até dois meses, disse ontem (16), o novo presidente da instituição, Gustavo Montezano. Ele disse que não tem opinião formada sobre as gestões anteriores, mas que precisa explicar decisões tomadas nos últimos anos pelo banco.

O populismo de Paulo Câmara
Em mais uma atitude populista, o governador Paulo Câmara (PSB) foi, na manhã desta terça-feira (16), à missa de encerramento da Festa de Nossa Senhora do Carmo 2019, com a presença do arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido. “É sempre bom estar aqui celebrando Nossa Senhora do Carmo. E, ao mesmo tempo, pedindo por dias melhores, por mais justiça, por mais igualdade e com muita fé que tudo vai melhorar sob as bênçãos de Nossa Senhora do Carmo”, afirmou Paulo Câmara, apesar de seu governo estar trabalhando contra tudo isso que falou.

Turismo dos deputados
Contrariando o discurso de austeridade que prevaleceu no Congresso Nacional ao longo do primeiro semestre, principalmente durante a votação da reforma da Previdência, os deputados economizaram em gastos de viagens para fora do Brasil. Entre janeiro e julho de 2019, a Câmara gastou R$ 2,6 milhões com passagens aéreas internacionais, diárias e adicionais de embarque. Foram 134 deputados que viajaram para mais de 40 cidades em todos os continentes. Os destinos mais visitados são muito procurados por turistas brasileiros, como Nova York e Lisboa, mas deputados também estiveram em lugares pouco conhecidos, como Baku (capital do Azerbaidjão) e Hanói (no Vietnã). Na lista entram destinos famosos no turismo de lazer, como Las Vegas… Suas excelências fazem turismo com dinheiro público… Vergonha!!

A resposta de Carreras
O deputado federal Felipe Carreras pronunciou-se na manhã de ontem (16), pelo Instagram, sobre a repercussão do seu voto a favor da reforma da previdência. Na última sexta (12), durante a votação, Carreras foi assediado por colegas pernambucanos filiados a partidos aliados e oposição. O socialista ficou muito chateado por ter sido chamado de traidor pelo presidente nacional do partido, o déspota Carlos Siqueira, ouviu palavras de apoio teve a certeza de que não lhe faltará legendas para abrigá-lo.  No longo texto postado na rede social, ele afirmou que há momentos de ouvir, mas que “agora chegou o de falar”. Reitera que não se considera um réu político por votar de acordo com as suas convicções e da maioria dos eleitores que a ele confiaram o voto. “Não há um brasileiro em sã consciência que não acredite ser importante uma reforma na previdência. Inclusive os partidos de esquerda! Eu sempre falei que não votaria pela aprovação do texto original”, explicou.

Verborragia de Ciro
Em entrevista ontem, Ciro Gomes criticou o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL), que recentemente foi indicado pelo pai, o presidente Jair Bolsonaro, para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos. “O Eduardo Bolsonaro é um imbecil, com um português muito ruim, o que quer dizer que o inglês também não deve ser muito bom. Ele vai ter que se expressar sobre temas sofisticados por meio de tradutores, ocupando aos 35 anos mais quatro dias o lugar mais complexo, delicado e difícil da diplomacia de qualquer lugar do mundo: a representação junto aos Estados Unidos. Experiência anterior: policial”, afirmou Ciro, durante a entrevista. Ciro, definitivamente é como peixe, morre pela boca!