Não é de hoje que partidos aliados ao PSB, em Pernambuco, reclamam do tratamento e da falta de respeito dos socialistas. O PSD tem sido a bola da vez, na mira do PSB. Com isso, a continuidade dos socialistas à frente da prefeitura do Recife vai ficando mais distante…

Depois que Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, em visita ao Recife convocou o deputado André de Paula, para concorrer à prefeitura da Capital, não faltaram críticas, muitas delas desrespeitosas, de governistas e socialistas reduzindo a movimentação a uma forma de barganha, para valorizar o partido e conquistar mais espeço nas administrações do Recife e de Pernambuco.

André não se fez de morto e partiu para o ataque, classificando o desdém como uma atitude incorreta. “Se eu fosse qualquer pessoa que estivesse analisando de fora, nem julgaria impossível, nem desdenharia, nem daria como certo, porque esse ainda não é momento de dar como certo”, colocou André a uma rádio local. Muitos atores políticos estão pontuando os erros do PSB neste episódio. Fala-se nas coxias que os dirigentes socialistas deveriam enaltecer e agradar o aliado e, depois chamá-lo para mais perto, ao invés desdenhar publicamente dele.